Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Em um ano de recuperação para o setor portuário devido a pandemia, o Porto de Vitória conseguiu um feito histórico: quebrou em julho deste ano, o recorde mensal de movimentação, feito que não acontecia há 56 anos, com a operação de 830,209 t de cargas. Maior também que setembro de 2020, quando foram movimentadas 815.151 t.

No acumulado do ano, o Porto segue na sua trajetória de excelentes resultados em 2021: de janeiro a julho deste ano, o aumento é de quase 30% na comparação com o mesmo período do ano passado. Já no comparativo mensal entre julho deste ano e julho do ano passado, o aumento é de 23,7%.

Fazendo história

O resultado atual não era registrado desde 1965, quando circularam mais de 10 milhões de t naquele ano, cuja média mensal era de 833.000 t. A movimentação de cargas em julho deste ano foi tão expressiva que, comparada ao mesmo mês do ano passado, foi superior em 23,7%, quando registrou 671.000 t.

O recorde anual (10 milhões de t) verificado em 1965, aconteceu devido ao minério de ferro, da então CVRD (hoje, Vale) que era exportado pelos Cais Eumenes Guimarães e de Paul, localizados na margem Vila Velha. Estas informações constam no livro O Porto de Vitória – Expansão e Modernização (1950-1993), pág. 92, da historiadora Maria da Penha Smarzaro Siqueira.

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória