Brasil
VLibras O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Nesta data em que se comemora o Dia Internacional do Marítimo, a celebração recebe uma homenagem especial por meio de uma campanha da Organização Marítima Internacional (IMO), que reconhece a atividade portuária e os trabalhadores da área como peças chaves para as economias dos países, pela continuidade das operações durante a pandemia da Covid-19.

Desde o início da proliferação do vírus, o fluxo mantido pelas atividades dos portos, garantindo a continuidade de operações de carga e descarga de alimentos, medicamentos, combustíveis, equipamentos hospitalares e outros itens importantes, tem sido fundamental para o abastecimento da população, manutenção das indústrias, comércio e funcionamento de hospitais.

A data 25 de junho é celebrada desde 2011, quando uma resolução da Conferência das Partes da Convenção Internacional sobre Padrões de Instrução, Certificação e Serviço de Quarto para Marítimos (STCW), em Manila, Filipinas, decidiu pela homenagem ao setor, conhecido como Economia do Mar.

Antes, porém, no Brasil, desde a abertura dos portos às nações amigas, em 1808, adotou-se o critério de controle marítimo. Anos depois, já no período do Segundo Reinado (1840-1889), com a expedição do primeiro regulamento das Capitanias dos Portos e do primeiro Código Comercial, foram registradas as primeiras contribuições para a formação da frota mercante do país e da classe marítima.

 

Coordenação de Comunicação da CODESA

Galeria

VTMIS

Conheça o Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações (VTMIS)

Acesse agora
Video

Saiba mais sobre o Porto de Vitória